12 de ago de 2010

Uma aula de Filosofia

Hoje na aula de filosofia, no sexto período com o Professor Sérgio, fizemos várias atividades para entregarmos na próxima aula.
Deparei-me com vinte questões filosóficas (algo chato para alguns colegas, que para minha surpresa nem olharam a folha).
Peguei a folhinha das perguntas e meu caderno e comecei a responder, ao lado de uma colega que estava interessada..
As perguntas eram variadas, perguntas tão obvias e outras tão complexas que me fizeram refletir naquele instante.
Tais como: amizade, alma, conhecimento, morte, vida, inteligência, amor, humanidade, violência, entre outras.
A que me chamou mais a atenção foi:
* Porque não podemos comparar a morte com um sono eterno?
Em minha opinião, cada indivíduo pensa algo diferente sobre isso.
A morte para alguns é o fim.
Outros dizem que é uma passagem, para outra vida, ou para se tornar um novo ser. (reencarnação)
E alguns um sono eterno, algo que ainda não tinha ouvido falar...
Em minha opinião, pode ser sim o fim, ou a reencarnação. Mas prefiro acreditar que é um ciclo da vida, não importando o que acontece depois. Um dia todos nós nascemos, crescemos, amadurecemos, envelhecemos e morremos. Não tem outra explicação, (ninguém nunca morreu e voltou para contar), um mistério que de repente nunca será descoberto, aqui nesta vida, se é que existe outra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário