13 de out de 2010

Melhores momentos da "Pô"

Alguns dos meus momentos inesqueciveis de Pô, no "Projeto Seja Criança com o Interact".

* A Pô foi ajudar a Pantera cor de Rosa(cega, por causa da fantasia) que tropeçou no banco e caiu, e a Pô acabou caindo junto.

* Logo na manhã, no inicio do Projeto, a Pô e seus amiguinhos foram comprar balas para as crianças, mas na metade do caminho, o Piu Piu cansado e o coelho(chamado de tchutchucona pelas crianças, deixaram a Pô sozinha.

* Com as balas e com as crianças, uma senhora pediu balinhas para a Pô, para levar a suas netinhas, então, a Pô deu as balinhas...mas, as outras senhoras que estavam juntas começaram a puxar a Pô pra lá e pra cá, e literalmente se avançaram no saco de bala, deixando as crianças esperar sem doces...mas a "super-Pô do Interact", não deixou isso acontecer..apenas falou:
-Minhas senhoras, aguardem o dia do idoso, hoje é a vez das crianças..fugindo antes que levasse uns tapinha´..

* Foi pedida em casamento pelo Piu Piu, mas no horário da tarde.. mas não aceitou, porque estava sendo assediada pelos gatinhos do calçadão;

* Passando por professores, militares, amigos, vizinhos.. que ninguém conseguia a reconher nem pela voz... a Pô cada vez mais cansada, decidiu atravessar a rua para sentar na sombra com os amiguinhos, que estavam descançando.. atravessando a rua, quase foi atropelada por uma moto, porque as crianças dos carros, paravam para ver a Pô (hehehe), e ela atirava balas, ai começaram a buzinar para andar logo com aquele tumulto, a Pô então, atirou balas para os motoristas "extressados", ficarem amiguinhos, pois é dia da criança..

* Na Vila Bonato, durante a entrega dos duzentos presentes, a Pô foi recrutar crianças, juntamente com a Palhaça Tata,( que se casou com o palhacinho da Pormenos, e estava grávida de alguém)-haha, o Piu Piu, a Tchutchucona, a pantera cega e meus pais, cansados, mas animados, conseguimos vencer mais um desafio, desse dia tão calor, que parecia estar nos torrando dentro daquelas roupas, diblanbdo lindo os cachorros que nos avançavam.

* Recebendo então, mais declarações no calçadão, e ainda conhecendo "meus amigos, e eles não me reconhecendo" tirei o maior sarro.


* Depois de tudo, no fim do dia, na Estação da Festa, paramos um ônibus, o carro da Policia e uma camionete para tirar fotos..

* Na praça, convidados pela Escola de Samba, mais brincadeiras, mas dessa vez a Pô e seus amiguinhos subiram no palco para sambar - e a Pô caiu.
Depois decidimos descer, e fazer um trenzinho.

* No final do dia, às 19h, no calçadão mais uma vez, dessa vez, sem balas, nem pirulitos, na hora de dar "Tchauuuuuuu" com o "dinovo dinovo" sagrado da Pô, encontrei 3 amiguinhos que abanei, eles falaram:
- aii, que Pô chata, nem comprimenta direito.
Então a Pô voltou e apertou a mão de todos os ciumentos possiveis...(eles não acreditando que era uma menina- ai tiramos uma fotinho)..lá ela encontrou quem oferecesse chimarrão, quem a parabenizasse pelo trabalho feito com os amiguinhos e algumas pessoas mal educadas que tentavam derrubar a Pô, e ainda debochadas falando até palavrões, nada que a Pô não tirasse de letra, pois era dia das crianças.

* Muitos gatinhos que comprimentavam a Pô achavam o aperto de mão forte demais para uma menina, mal sabem eles que a Pô pratica Karatê. (hahaha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário