5 de jun de 2011

Sem definições, ou algo parecido;

No time to search the world around
Cause you know where I'll be found
Não há tempo para procurar o mundo ao seu redor
Porque você sabe onde eu serei encontrado - When I Come Around
(Green Day)

Sabendo-se que a mente humana é irredutível e solúvel no que precisamente é fundamental e opcional, independente de qualquer outro fator, percebemos nitidamente o que queremos (e quando queremos).
Isso é triste. Muito triste.
Querer fazer algo que não dá certo, porque opcionalmente queremos?
Ou pelo fato de _ depender de quem confiamos e levamos até o fim conosco, literalmente de arrasto, porque ainda assim acreditamos em amizade.
É, amizade, esta que nos rodeia insanamente.
Agora eu digo, na minha opinião, no que eu acho que deveria acontecer e não acontece: Não existe bondade, no mundo que vivemos, no meio que estamos, nos recursos ridículos que as pessoas, estas pessoas, em maneira geral, fazem e abusam dos outros- caracterizados devidamente como tontos da sabedoria de cobras, por isso  a bondade é rara.
O sofrimento é um aprendizado.
Um sorriso não significa felicidade.
E uma lágrima pode até ser raiva.
Raiva esta de saber as coisas, falar estas e ninguém ouvir.
Ouvir, e sair da cabeça, idolatrada e infantil.
Quando escrevo sobre isso, tenho várias possibilidades de dizer que a amizade só existe quando ambas as partes ganham - e ocasionalmente isso não acontece - porque existe o bendito PROVALECIMENTO e INTERESSE.
Foto: internet
Ridicularizando (friamente) não disse que não tenho amigos, pelo contrário, tenho, mas sei quem são, quando são e onde estão.
Amizade, só existe assim - pois não são irmãos como costumam dizer, as vezes existem irmãos que não são amigos e amigos que deveriam ser irmãos, pois se amam e se ajudam.
Se estou me contradizendo, não me julgue pois a mente é um labirinto confuso, e com poucas possibilidades de saída.

Nenhum comentário:

Postar um comentário