25 de fev de 2011

Where Is The Love ?

Eu ainda não o encontrei e você?

Poderíamos ser bem mais felizes, com a compaixão conosco, mas me responda onde ele está?
Ainda não quero acreditar que a mediucridade vai tomar conta daqueles que poderiamos salvar.
Não disse que ele não existe; mas ainda não o encontrei.
De repente está em uma esquina aonde os corações ridículos se condenarem, e começaram a lutar com crianças inofensivas e inocentes, ou até a natureza, que não tem como se defender, e se destrói depois de sofrer.
Não é uma têndencia de generalização, é um comentário, é uma forma de tentar consientizar alguma mente inrredutivel pela amargura do ser, esse que se diz humano, mas no entanto vemos coisas contraditórias como a morte.
Pessoas cruéis, infiéis, mediucres e que não pagam por nada?
Que país vivemos? Viramos ratos? Não podemos concertar o mundo, mas podemos evitar que ele acabe, não podemos?
Assim como o Greenpeace e outras ongs tentam, porque os pobres não tentam?
Eles que são 90% dos alvos da tolice do ser, porque não tentam mudar isso.
A natureza não fala, mas como se move?
Elas não tem mãos que podem ajudar, e pés que podem andar, elas fazem aquilo que lhe dão.Deram lixos, olhem o que aconteceu.
Acho isso muito importante, é o mundo acabando aos pouquinhos, e acabando com as pessoas, inocentes ou não.
E agora, vão culpar quem desta vez? O governo? O salário? A educação?
Não tem quem culpar, todos são culpados, independente da raça ou da nacionalidade.
E me respondam, como encontar o amor?
Se a guerra esta aberta e ainda não se tocamos.
Porque as pessoas fazem isso? Tudo bem, o governo pode não ser tão bom assim (o foco não é a política, mas se reclamam tanto).
Na verdade eu só queria entender o que passa na cabeça dessas pessoas, que pensam tão pequeno diante da vida.
Enquanto algumas tentam recuperam o que os vândalos corroem, eles ainda estão acabando com a vida.
Pra quê? E as próximas gerações? E a nossa vida como será?
Ainda não entendo, e muito menos tenho compreensão, de como as pessoas adoram culpar. Só quero ver o que vai acontecer daqui algumas décadas.

O fato é que:
"Second chances they don't ever matter,
people never change"

Nenhum comentário:

Postar um comentário