27 de dez de 2010

Há pessoas que;

Passam por nossas vidas e deixam marcas tão intensas que não conseguimos desfaz elas, ou esquece-lás;
pessoas que passam e deixam sorrisos, lágrimas e rancor, outras delas deixam alguma tristeza,
algumas não lembramos nem o nome, outras simplesmente passam, e não conseguiram deixar nenhum momento feliz.
mas o que a maioria das pessoas acha sobre isso? Normal, pois é, normal-como se a vida fosse uma roda, e que quando cansamos trocamos as peças, mas o que elas esqueceram, é que as peças são pessoas, e as vezes nunca poderemos substituídas.
Tá certo, que a vida é assim, acho que ninguém conseguirá mudar isso, as pessoas tomam caminhos, são escolhas, e nelas escolhemos nossas prioridades, de realizar nossos sonhos, se sermos felizes, de muitas coisas.
Mas algumas ainda acreditam que existem "amigos", acreditava até algum certo tempo atrás, acho que todo mundo acredita nisso, mas com o passar do tempo mudei de ideia, de repente até pelas escolhas que aquelas pessoas que pensava que eram amigos tomaram, penso que os amigos que pensava que tinha nunca foram meus amigos, e isso não leva nada, todos sabemos, as vezes nem acreditamos.
Podem pensar, que quem pensa como eu é uma pessoa fria e que não tem sentimentos, e amor no coração blábláblá..mas não é isso; hoje apenas mudei o nome dos meus amigos, os que continuam em minha vida, se tornaram anjos, e não amigos.
Pelo menos nos dias de hoje, os amigos se tornaram pessoas ruins, que usam umas as outras.
E ainda pensamos que conhecemos o ser humano - mas isso ninguém irá comprovar; podem até fazer testes malucos, explicar até os sentimentos mais inexplicáveis, mas a verdade é que nem a tecnologia nem o maior gênio da história conhecerá o verdadeiro ser humano.

Existem vários tipos de pessoas:
aquelas que falam as coisas que pensam, e que sabem que não deveriam falar e magoam as outras;
As que usam as outras para conseguirem o que querem, mas no final descobrem que não são felizes e choram;
Aquelas que são amigas e descobrem que quem é amigo, os outros adoram pisar encima e fazer de capacho; as que ajudam sem pedir nada em troca; as que ajudam os outros sempre com segundas intenções;
As falsas e mentirosas, que nunca vão descobrir o verdadeiro sentido da existência humana nem da vida;
As que se acham que são capazes de tudo, menos de falar a verdade;
As sínicas...
e assim vai....
Mas no final, todos descobrimos que:
Nunca conhecemos verdadeiramente nenhuma dessas pessoas, por quê?
- cada ser humano é único, na sua razão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário