30 de abr de 2011

Eu estou cansada;

Estou cansada de pessoas que enxergam apenas aparêcias, e esquecem da nossa essência.
Mais tarde do que nunca talvez, digo que não me importo.
Pouco me importo com tão pouca coisa, que pode ser até inconveniente ao ver de um lado geral.
Eu não suporto isso. Não gosto, e não quero nem saber o que eles vão dizer.
Mudar o mundo sei que sozinha eu não consigo. Arrumar os meus defeitos, não, porque eles fazem de mim o que sou, assim como fazem de tais.
Mas e agora?
O que eles irão dizer quando seus filhos os perguntarem "quem são estes?".
Os hipocritas que se arrependeram ao caminharem sozinhos irão responder:
- Eram nossos amigos, mas os perdemos por nosso imbecil futilidade.
Por isso dizem que amizades são frágeis, mas se não fossem; apenas não existiriam.São como cordas de violão, depois de quebrá-las podemos arrumá-las mas mesmo assim nunca mais terão o mesmo som.
É só não quebrá-las, porque se não ficará como um coração magoado, e assim ele viverá feliz até que alguém o quebre.
O cansaso é a forma de dizer que não aguentamos mais essa hipocrisia do ser humano.
Esse ser, que não é capaz de fazer nada, nem humano é, não sabe é vida, e  tão pouco sabe o que são sentimentos.
Não sabvem compartilhar momentos, e nem ter amigos, é tão fútil ao ponto de fugir da vida, para julgar - julgar coisas ridiculas, não sendo assim críticas contrutivas para mostrar algo, não, isso se chama prepotencia.
Prepotencia, banal, absolutamente incapaz de dizer que é feliz, porque adora controlar o mundo.
O mundo este, que infelismente não é mais o mesmo.

"Eu estou cansada de fazer pelas pessoas, o que elas não fariam por mim".

2 comentários:

  1. Ô Júlia, o que mje frustra mais é saber que o mundo está lotado de pessoas assim, que vale mais o ter que o ser, que estão ao nosso lado quando imaginam ter algo de bom para nos sugar e quando conseguem o que querem ou percebem que não conseguirão o que buscavam se vão deixando nos nossos corações vazios e feridas que por mais que sarem deixarão cicatrizs irreparáveis e pior, nosso coração vai criando certa carapaço que com o tempo temo até tornar-se intransponível. Mas ainda assim, é melhor irem-se os muitos falsos e deixar espaço para os poucos fiéis.
    Mais uma vez: PARABÉNS pelos belos textos!!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente.
    Obrigada, sinto-me feliz quando recebo o carinho de pessoas como tu, Ju.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir