3 de abr de 2011

Percebe-se:

Percebe-se que o notar é tão obvio que se torna esquecido no meio de tanta futilidade.
Como é incrível a maneira como as pessoas se transformam quando precisam de você, chega a ser patético, se torna ridículo.
Imaginem quando esse ser crescer, em termos de maturidade- o que vai sobrar, depois de tanta hipocrisia?
O senso comum (que nem existe) numa cabeça dessas.
Digamos que vamos culpar a educação, ou  a vivência, convivência, sei lá o que seja. E tens o que culpar? Ou só fala pra dizer que se preocupa?
Sem generalizações por favor, apenas diga-me com o que a sua mente se preocupa?
Com o aquecimento global, se jogas papel da bala no chão. Com a educação, se só olha para os filhos dos outros. Com a futilidade, se é pior que uma criança.
Digo isso porque vejo, e sei que não sou assim.
'O ideal seria se todas as pessoas soubessem amar como sabem fingir.'
Aí o mundo não seria este, porque o fato de dizer:
- aaaah, grandes merda. '
Não significa absolutamente nada, ou seja, podem até dizer isso, mas tem mais consciência de quem fica fazendo ceninha de preocupação, e não faz nada para mudar isso.
Ah, me poupe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário