10 de abr de 2011

Não entendo:

“Não foi nada. Deu saudade, só isso. De repente, me deu tanta saudade.” (Caio Fernando Abreu)

Porque as pessoas gostam de ouvir músicas com as palavras que elas têm medo de dizer. Mesmo assim gostariam de ouvi-lás.
Alice no País das Maravilhas mostra isso, como uma história linda e com um certo paradoxo, confuso, e que nem todo mundo percebe claramente.
"Alice: Quanto tempo dura o que é eterno?
Coelho: As vezes, apenas um segundo."

Por isso prefiro dizer que tudo pode ser infinito.
Digo, tudo.


Simplesmente:  
"Eu não sei dizer
O que quer dizer
O que vou dizer
Eu amo você
Mas não sei o quê
Isso quer dizer..."
(Lenha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário