2 de abr de 2011

Ninguém entende...

Literalmente, ninguém entende o que eu digo.
As vezes nem eu digo, nem entendo, é completamente muito confuso.
Mas, penso que saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche, não saber.
Não saber como não sentir, não parar de pensar e não conseguir fugir.
Não esperar nada, para não se surpreender cada segundo mais.

Um comentário:

  1. Olá Julia, adorei seu blog. Muito criativo!
    Espero sua visita em meu blog!
    www.cabanhadocerro.blogspot.com

    ResponderExcluir