8 de mar de 2011

Pós carnaval '?'

Foto original ®
Ao fim de mais um Carnaval. O mundo parece cruél, e ao meio da folia se perde, fica na solidão.
Na verdade eu não gosto de Carnaval. Eu não suporto. E porque eu estava lá? Pois é, eu estava lá. Por dois grandes motivos: compromisso e parceria.
E como um amigo meu me disse ontem: "É brabo ter amigo" - eu penso que o mais difícil é ser um deles. E se eu acho que o mundo é cruél? Se ele é comigo, não vai ser pra eles.
Às vezes olhamos para o céu na esperança de achar uma resposta ou então, desejamos com toda a nossa força que alguém traga-nos um aviso bom. Às vezes parece que todos os nossos sonhos escorrem pelos nossos dedos como água corrente das cachoeiras.
Hoje eu que te afirmo, com toda certeza que essas coisas fazem parte da vida. Nós somos como um caderno do inicio do ano letivo, precisamos ser preenchidos. É como um aprendizado, porque os sofrimentos, querendo ou não, regem nossa vida, e as alegrias fazem parte disto também, por incrível que pareça.  É como se precisássemos deles para nos tornar quem somos. É como se precisássemos de cada lágrima derramada pra que pudéssemos valorizar nosso sorriso.
Pode não parecer agora, mas daqui a um tempo você vai ver o quanto aprendeu com essa curta fase e vai conseguir colher bons frutos, ou não. Realmente é estranho imaginar que podemos tirar algo de positivo no meio de tantas lágrimas, mas é possível sim.
E quanto aos seus sonhos, bem, esses não escorrem ralo abaixo como se estivessem te abandonando. Esses ficam guardados esperando você conseguir força o suficiente para colocá-los em prática. Acredite nos seus sonhos e no seu potencial. Momentos tristes acontecem, afinal nós sempre somos mais forte do que aparentamos ser.
Se sentir vontade de chorar, chore. E se sentir vontade de sorrir, pode ter certeza que um sorriso é bem melhor que qualquer coisa. Mas ao fim, levante sua cabeça, seque suas lágrimas e lembre-se que sempre terá algum motivo para sorrir.  Porque você sabe que é forte, muito forte. Coloque sua melhor roupa e vá ver que linda está a vida. Sorria mesmo que o mundo implore para que você faça o contrário. Mostre-o para o mundo aí fora. Você consegue. É só tentar.
E mesmo assim eu não gosto de Carnaval; mas estava maravilhoso, deu pra sorrir e não dá pra acreditar que acabou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário