31 de jan de 2011

Do dia:

Sobre o Big Brother Brasil 2011.
Ainda não tinha comentado nada sobre o programa atual, nova edição, novos comentários, nova percepção e novo jogo.
Costumava assistir o BBB, claro o inicio e o fim (até porque era bem menor e não era um programa para crianças). Depois de 2007 por ai, comecei a assistir mais e mais, e mudei completamente a minha visão do reality show. Antes via como um programa sem utilidade, sem noção, completamente babaca e ainda muito vulgar; mas como sempre, não podemos criticar o que nunca vimos ou não sabemos.
No Rio Grande do Sul, o programa não tem um percentual muito avançado, e este ano não tem nenhum gaúcho (a) na casa.
Olhamos o big brother e analisamos. Pense, crie, e critique, não é bem assim?
Pois bem, penso eu que o programa sim, é uma exposição dos participantes, mostra como são o que fazem, e apesar de três meses, com pessoas totalmente diferentes do Brasil (este ano a maioria do Rio e São Paulo - antigamente era do Brasil) – mas mesmo assim, são pessoas comuns, pobres ou ricas, que trabalham, estudam, de várias personalidades, e, além disto, é um jogo que envolve dinheiro.
Mostra pessoas que usam as outras, que animam e que jogam que se divertem, que enlouquecem as outras, que brigam, que não fazem nada, pessoas que se relacionam, e mostra até coisas muito ridículas.
E apesar disto, é um programa interessante, pois: É a realidade na ficção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário